Posts com Tag ‘Telltale Games’

Logo de The Walking Dead: The Game

Nesta terça-feira, a atualização da PSN trouxe, além de várias novidades, alguns demos novos de jogos que eu estou interessado há algum tempo: Dragon’s Dogma e The Walking Dead: The Game.

A intenção era, neste post, falar das duas demos, mas como estou sem tempo pra me dedicar como gostaria ao PS3, vou falar de The Walking Dead, pois sou fã da franquia desde que a série de TV estreou, e eu acompanhei todos os episódios e li todos os quadrinhos. Hoje tentarei jogar o Dragon’s Dogma e faço novo post amanhã para deixar as impressões.

Pra quem não sabe, The Walking Dead é uma série de horror. O apocalipse zumbi tomou conta do planeta, devastando governos, dizimando milhões de pessoas e tornando a vida dos poucos sobreviventes um inferno. Os zumbis estão em toda parte, apenas querendo devorar carne fresca e nada mais. Os recursos são escassos, comida, água e moradia segura são relíquias defendidas até a morte pelos sobreviventes que conseguem se apoderar delas.

No game, diferente da série e dos quadrinhos, o protagonista não é o xerife Rick Grimes, e sim Lee Everett, um presidiário que estava sendo transferido e, após um acidente na viatura onde estava, acorda e se encontra no apocalipse zumbi, tendo que escapar dos mortos-vivos e procurar ajuda, com uma das pernas feridas.

O jogo foi desenvolvido pela Telltale Games, mesma desenvolvedora de Back to The Future: The Game. E, como tal, The Walking Dead também tem um estilo adventure e é dividido em episódios. Ao que parece teremos várias temporadas, e a primeira terá 5 episódios. O primeiro já está na PSN por $4,99.

The Walking Dead

Introduções feitas, vamos às impressões da demo:

Gráficos

Quem jogou BTTF sabe que o foco da Telltale Games não são gráficos realistas, e sim cartunizados e estilizados, como desenho animado. Com TWD não é diferente, os gráficos lembram muito o estilo cel-shading de ser, e o nível de detalhes não chega a impressionar. Mesmo assim, não achei que prejudicou a ambientação do jogo, passando a sensação de desolação com competência.

Jogabilidade

Como todo bom jogo no estilo adventure, você controla Lee pelo cenário e ao mesmo tempo movimenta um cursor em forma de cruz (com o direcional digital). Colocando este cursor em cima dos vários objetos espalhados pelo ambiente, você pode interagir de diversas formas. Pode apenas observar um objeto e ver o que Lee tem a dizer sobre ele, se for uma porta, pode bater para chamar quem quer que esteja do outro lado ou abrí-la. Nos momentos de tensão, como fugindo de um zumbi, você tem que pensar rápido para tomar algumas ações, como por exemplo, pegar um martelo perto de você e desferir golpes na cabeça do morto-vivo. Se isso não for feito rapidamente, fim de jogo. Quando eu joguei essa parte a sensação foi de desespero, quase não consigo fazer o comando direito.

História

Aqui não tem muito o que falar, afinal a demo é curtinha, infelizmente. Vi um vídeo da jogabilidade antes do lançamento da demo, e nela o jogador começa com Lee saindo do carro acidentado, e tendo que fugir dos zumbis da floresta até chegar à casa de Clementine. No demo já começamos na casa, e encontramos mais a frente dois outros sobreviventes que, após ajudarmos, nos ajudam a fugir dali de carro.

No geral, The Walking Dead: The Game me agradou. Talvez se eu não conhecesse a série, não me animaria tanto. Minha opinião neste caso é totalmente parcial. Estou empolgado pois o simples fato do jogo não seguir a série ou a HQ se torna interessante pois o universo de The Walking Dead será expandido. No aguardo dos próximos episódios e (se rolar) das próximas temporadas!