[COMPREI] The Elder Scrolls V: Skyrim

Publicado: 11 janeiro, 2012 em Games, Originalidade

Começa 2012, e uma de minhas resoluções pessoais era esvaziar meu backlog de jogos ainda não terminados / platinados. Jogos como Fallout 3, Final Fantasy XIII, Call of Duty Modern Warfare 2 e Black Ops, além dos digitais Dead Nation, Trine, Infamous (que ainda nem comecei a jogar) me dão material para ainda mais um ou dois anos de entretenimento sem precisar gastar mais um centavo com jogos.

Mas já chutei a resolução de ano novo pra lá e comprei este que já estava cobiçando há muito tempo: The Elder Scrolls V: Skyrim!

Meu mais novo portal para um mundo fantástico!

Até hoje me arrependo de ter trocado meu Oblivion no TrocaJogo, e espero não cometer o mesmo erro com este.

Comprei no sábado e chegou às minhas mãos ontém (terça-feira, 3 dias depois). Foi comprado na seção de games da Animaloja. Estão aprovadíssimos na qualidade do produto e no prazo de entrega, mas precisam urgentemente repor o estoque (comprei o jogo lá e está indisponível – peguei o último!).

Hoje antes de vir pro trabalho consegui jogar uma hora do game (pretendia fazer isso ontém, mas as obrigações de adulto pesam nessas horas… tive que sair pra fazer compras de mês e voltei tarde pra casa). Segue abaixo um mini-jornal do que eu fiz:

O portal começando a se abrir...

O jogo, assim como o antecessor Oblivion, começou com o meu personagem sendo um prisioneiro. Neste caso, estava prestes a ser executado (injustamente), mas na hora que o carrasco ia descer o machado um dragão atacou a cidade, permitindo a minha fuga. Os dragões são fundamentais no enredo do jogo, já que o meu personagem está predestinado a ser o Dovahkinn (Dragonborn), o destinado a matar dragões.

No meu caso, “a” Dovahkinn. Criei uma personagem mulher, arqueira, Wood Elf, e seu nome é Andrea, em homenagem à personagem homônima de The Walking Dead. E assim como no Fallout 3 (onde também tenho uma personagem mulher chamada Andrea), irei focar nas habilidades de stealth e sniper dela, pra poder eliminar os inimigos sem que eles me vejam.

Após me refugiar numa torre enquanto a cidade queima lá fora, dois outros prisioneiros me ajudam a escapar da cidade. Este processo de fuga serve como o tutorial do game, onde peguei meus primeiros equipamentos, aprendi alguns truques como andar agachado (no modo stealth), fazer lockpicking (arrombar trancas), e principalmente, o combate com soldados inimigos.

Após conseguir com sucesso fugir da cidade através de uma passagem subterrânea, meu companheiro me aconselha a ir até Rivenwood, uma outra cidade perto dali. Ele diz que é mais prudente nos separarmos e cada um seguir seu caminho, mas como ele mesmo vai até Rivenwood eu pude acompanhá-lo. Mas como em Skyrim (assim como Oblivion), você pode fazer o que quiser, no caminho encontrei uma mina habitada por bandidos, e resolvi entrar pra explorar. Meu companheiro de outrora não veio comigo, e presumo que tenha seguido para seu destino original. Matei alguns bandidos, peguei tesouros, ganhei meu primeiro level (assim como Fallout, você ganha um perk pra gastar ao subir de nível) e salvei. Era hora de vir trabalhar. Uma pena, já estou doido pra voltar a jogar novamente.

Skyrim promete meses, senão anos de diversão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s